Cegos [ Poesia ]

Talvez tenha que ser assim na solidão da indiferença
no escuro  do ódio
cada ser com sua crença
nas guerras causadas por opinião
os restantes que subam no pódio
aqueles que financiam sua própria ruína
caem como estrelas  no final de sua vida

manifestações com idéias coerentes
algemas da verdade
manifestações contra a ignorância
partidos sem liberdade
palavras não ditas e rimas subentendidas
o mundo de hoje  que polui a inocência

Vencedores correm perdedores planejam a vingança
um mundo onde nada é errado
a  esperança morreu
o povo cresceu antes mesmo de nascer
tudo muito rápido
cegos como  animais de cavernas por opção
em um mundo regado de corrupção

 

Jujupter

Anúncios

Sobre jujupter

Dona de um Bunker, de uma coleção de bottons e, atualmente, mãe de duas porquinhas da Índia. Especialista em séries, apaixonada por cerveja, doida por gente que faz arte, adora um bom papo. Escreve o que pensa e, geralmente escreve sem pensar, principalmente no que os outros vão pensar. Acha que pode salvar o mundo e que orégano é legume, também gosta de pensar que é modelo, escritora, inteligente e que fala francês. Em suma ela ta perdida a beça, mas de vez em quando se encontra o suficiente pra escrever esses textos aqui.

Publicado em junho 22, 2011, em Uncategorized e marcado como , . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: